Connect with us

O que procura?

Atualidade

Máscara cirúrgica usada pode acomodar gotas no nariz, faringe e pulmões

De acordo com um estudo publicado na Physics of Fluids, uma máscara cirúrgica usada apenas tem uma proteção de 25%, enquanto uma nova oferece 65% e é eficiente na filtragem de partículas no ar. Observou-se que, com uma máscara usada, pequenas gotas ficam acomodadas tanto na face, vias aéreas, nariz, faringe bem como no pulmão profundo.

Como explicam os investigadores da University of Massachusetts Lowell e da California Baptist University, uma vez que as máscaras diminuem o fluxo de ar, as pessoas respiram partículas com mais facilidade, e com uma máscara facial suja torna-se mais difícil de filtrar as gotas mais pequenas.

“É natural pensar que usar uma máscara, seja ela nova ou velha, deve ser melhor do que nada”, refere o autor Jinxiang Xi, citado pelo New York Post. “Os nossos resultados mostram que essa crença só é verdadeira para partículas maiores que cinco micrómetros, mas não para partículas finas menores que dois micrómetros e meio”, explica.

Para isto, os investigadores utilizaram, no estudo, um modelo de computador de uma pessoa a utilizar uma máscara cirúrgica de modo a compreender como a cobertura facial afetava o fluxo de ar e como as partículas passavam. Concluíram que pequenas gotas se acomodam na face, nas vias aéreas, no nariz, faringe e até no pulmão profundo.

Fonte: Notícias ao minuto

Mais Lidas

Notícias relacionadas

Entrevistas

Monitorização digital à distância através de uma pulseira, esclarecimento e apoio à distância na utilização de ventiladores e partilha de formações rápidas em COVID-19....

Entrevistas

A crise pandémica que o país atravessa surtiu consequências diretas nos cuidados de saúde, uma vez que estes foram obrigados a mudar as suas...

Investigação

Leung N et al. publicaram na Nature Medicine que os aerossóis são um modo potencial de transmissão de coronavírus e que as máscaras cirúrgicas...

Atualidade

O pneumologista e coordenador do gabinete de crise da Ordem dos Médicos, o Prof. Doutor Filipe Froes, mostra-se dececionado com a postura da Organização...